https://projetao.ranoya.com

HISTÓRICO & OBJETIVOS

INTRODUÇÃO

2002

2004

2012

2015

2017

NOVOS CURRÍCULOS DA EDUCAÇÃO

"VIVÊNCIA DO MUNDO REAL" VIA APLICAÇÃO PRÁTICA DESENVOLVIDA EM EQUIPE, REUNINDO CONHECIMENTOS DIVERSOS APRENDIDOS NO CURSO

FOCO EM INOVAÇÃO

INGRESSO DE ALUNOS E PROFESSORES DOS CURSOS DE DESIGN E PSICOLOGIA

MULTIDISCIPLINARIDADE

CURSOS "FILHOS"

MULTIPLICAÇÃO

INTEGRAÇÃO E MOBILIDADE ENTRE OS CURSOS, CRIAÇÃO DE PROGRAMA DE EXTENSÃO, E INTERNACIONALIZAÇÃO

INTEGRAÇÃO

IMD | UFRN

SI | UFPE

CAC | UFPE

CARUARU | UFPE

DQF | UFPE

IFMG

CENTRO DE INFORMÁTICA (CIn)

PROF. GEBER RAMALHO
PROF. CRISTIANO ARAÚJO
PROF. GIORDANO CABRAL

CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS (CFCH)

PROF. LUCIANO MEIRA

CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO (CAC)

PROF. ANDRÉ NEVES
PROF. LEONARDO CASTILLO
PROF. GUILHERME RANOYA        

CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS (CTG)

PROF. FERNANDO SALES
PROFª. ALANA ELZA FONTES DA GAMA   

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

PROF. JOÃO BOSCO PARAÍSO DA SILVA

EMPRESAS "FILHAS" DE PROJETÃO

+ DE 100 PROJETOS

PRIMEIRO "UNICÓRNIO" BRASILEIRO

PREMIADA NO CANNES LIONS


NASCEU DO PROJETÃO 2011

(NEGÓCIOS AVALIADOS EM MAIS DE US$1 BILHÃO)

PRÊMIO MAIS IMPORTANTE NA PUBLICIDADE MUNDIAL

ENTENDER O QUE É, E COMO SE FAZ INOVAÇÃO

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

ESTIMULAR O EMPREENDEDORISMO

ENTENDER O QUE É, E COMO SE FAZ INOVAÇÃO

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

ESTIMULAR O EMPREENDEDORISMO

PARTIR DE BONS PROBLEMAS, E NÃO DE BOAS IDEIAS
DESENVOLVER UMA ESCUTA ALTRUÍSTA
ADOTAR MÉTODOS DE INOVAÇÃO
CRIAR UMA PROPOSTA ÚNICA DE VALOR
PROTOTIPAR, TESTAR E VALIDAR O QUE SE CRIA
MANTER O FOCO NO QUE É RELEVANTE
COLABORAR EM EQUIPES MULTIDISCIPLINARES

CULTIVAR O ESPÍRITO EMPREENDEDOR, MESMO QUE NÃO SE TRATE DE UMA DISCIPLINA DE GESTÃO E EMPREENDEDORISMO

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

TRABALHO EM EQUIPE
GESTÃO DE EQUIPES MULTIDISCIPLINARES
GESTÃO DE PROJETOS
IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO
DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS
COMUNICAÇÃO EM INOVAÇÃO E NOVOS NEGÓCIOS

 

APRENDENDO PARA INOVAÇÃO, RESULTANDO EM EMPREENDEDORISMO

 

ODS

MODUS OPERANDI

INTRODUÇÃO

COMO SÃO AS AULAS

PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS

PRODUTO DA DISCIPLINA

COMO SÃO AS AULAS

PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS

PRODUTO DA DISCIPLINA

AS AULAS SEGUEM OS PASSOS DE INOVAÇÃO:
SÃO MAIS "COACHING" E MENOS AULA
PITCHS SEMANAIS DOS PROJETOS
HAVERÁ DISCORDÂNCIA FREQÜÊNTE ENTRE OS PROFESSORES, E OS ALUNOS DEVEM SE ACOSTUMAR A LIDAR COM DIFERENTES VISÕES DE MUNDO

TRABALHO DESENVOLVIDO POR UMA EQUIPE GRANDE
UM PROJETO CONCRETO, FUNCIONANDO, E COM USUÁRIOS LIDANDO COM ELE

MINDSET

MINDSET

ERRAR É PARTE INERENTE DO PROCESSO
ERRAR CEDO É BOM
IDENTIFICAR ERROS RÁPIDO, E CORRIGI-LOS, É ÓTIMO
ATUAR DE FORMA PROATIVA E COM AUTONOMIA É FUNDAMENTAL

FORMATO DAS AULAS

POR GRUPO

INÍCIO

SORTEIO DA ORDEM DOS GRUPOS PARA SE APRESENTAREM, E DOS APRESENTADORES

PREPARAÇÃO

20 MINUTOS DE PREPARAÇÃO PARA

PITCH

10 MINUTOS DE APRESENTAÇÃO

10 MINUTOS DE COMENTÁRIOS

[PROFESSORES E ALUNOS]

  5 MINUTOS DE REFLEXÃO POR
     TODOS OS GRUPOS SOBRE AS
     CONSIDERAÇÕES E DISCUSSÃO

QUEST

10 MINUTOS PARA APRESENTAÇÃO DA

O INÍCIO DAS APRESENTAÇÕES

PRÓXIMA QUEST

ATIVIDADE

30 MINUTOS PARA CALL TO ACTION

FORMATO DAS AULAS

GERAL

3 MINUTOS DE APRESENTAÇÃO

2 MINUTOS DE COMENTÁRIOS

[PROFESSORES]

ATIVIDADE

60 MINUTOS PARA FORMAÇÃO DAS

QUEST

10 MINUTOS PARA APRESENTAÇÃO DA

EQUIPES

QUEST #2

QUEST #1

MENTORIAS

APÓS A APRESENTAÇÃO DA QUEST #9 OS ENCONTROS DE APRESENTAÇÃO (PITCH) PASSAM A SER REALIZADOS QUINZENALMENTE, INTERCALADOS POR MENTORIAS INDIVIDUAIS COM UM PROFESSOR DESIGNADO

AS MENTORIAS SÃO FEITAS EM LOCAL/HORÁRIO COMBINADO ENTRE O PROFESSOR E A EQUIPE

MENTORIA

QUEST #9

MENTORIA

PITCH

PITCH

MENTORIA

DEMODAY

DEMODAY

APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS (PITCHS)

DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS

COMO EM RODADAS DE INVESTIMENTO

PROJETOS EM OPERAÇÃO (FUNCIONANDO)

EQUIPES

EQUIPES

10 A 20 ALUNOS POR EQUIPE
COMPOSIÇÃO MULTIDISCIPLINAR

ALUNOS DE CURSOS "HORIZONTAIS" DISTRIBUÍDOS PELAS EQUIPES

ALUNOS DE CURSOS "VERTICAIS" CONCENTRADOS EM UMA MESMA
EQUIPE

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
DESIGN
PSICOLOGIA

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO
ENGENHARIA BIOMÉDICA
QUÍMICA

ETC.

ETC.

FEASABILITY

DESIRABILITY

VIABILITY

VIABILITY

PERGUNTAS FREQUÊNTES

COMUNICAÇÃO

CADASTRO PARA SLACK

COMUNICAÇÃO

https://goo.gl/dAF4CA

AVALIAÇÃO E FEEDBACK

COMUNICAÇÃO

AVALIAÇÃO / FEEDBACK

AVALIAÇÃO 360

A NOTA FINAL "FLUTUA" EM TORNO DA NOTA DO PROJETO.
A MÉDIA DA AVALIAÇÃO 360 ACRESCE OU DECRESCE INDIVIDUALMENTE A NOTA DE PROJETO.

AVALIAÇÃO / FEEDBACK

AVALIAÇÃO 360

A NOTA FINAL "FLUTUA" EM TORNO DA NOTA DO PROJETO.
A MÉDIA DA AVALIAÇÃO 360 ACRESCE OU DECRESCE INDIVIDUALMENTE A NOTA DE PROJETO.

LEAN + INOVAÇÃO

FUNDAMENTOS

INOVAÇÃO

NOVIDADE

+

VALOR

VALOR MONETÁRIO

1

VALOR PERCEBIDO

37
o

NOVIDADE

HÁ NOVIDADES QUE ENTREGAM POUCO VALOR

ÁGUA

DIET

VALOR

HÁ INICIATIVAS QUE ENTREGAM VALOR SEM NOVIDADE

"INOVAÇÃO É A MUDANÇA DO COMPORTAMENTO DOS AGENTES DO MERCADO"

PETER DRUCKER

INOVAÇÃO TECNOLOGICA

INOVAÇÃO MERCADOLÓGICA

TECNOLOGIAS QUE JÁ EXISTEM E QUE PODEMOS USAR

TECNOLOGIAS QUE JÁ EXISTEM MAS QUE NÃO TEMOS COMO USAR

NOVAS TECNOLOGIAS

MERCADOS QUE EXISTEM E EM QUE JÁ ATUAMOS

MERCADOS QUE EXISTEM MAS QUE NÃO ATUAMOS

MERCADOS QUE AINDA NÃO EXISTEM

AMPLIAÇÕES, EXTENSÕES, VARIAÇÕES E REDUÇÃO DE CUSTO

PRODUTOS DE NOVA GERAÇÃO

EXPLORAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS

CRESCIMENTO ADJACENTE

EXPLORAÇÃO DE NOVOS MERCADOS

NOVAS CATEGORIAS DE PRODUTOS

TIPOS DE INOVAÇÃO

MODELOS DE NEGÓCIO

TECNOLOGIAS

PRODUTOS / SERVIÇOS

PROCESSOS

AGILE

INOVAR PARA QUÊ?

 

AJUDAR A MELHORAR O MUNDO

TER UM NEGÓCIO E ENRIQUECER

E PORQUÊ NÃO                FAZER AS DUAS

COISAS AO

MESMO TEMPO?

"INOVAÇÃO É A
  EXECUÇÃO IMPERFEITA
  DO DESCONHECIDO"

SILVIO MEIRA

MAS HÁ PROCESSO PARA FAZER ISSO:

ANÁLISE DE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS


 

CONHECIMENTO DOS PROBLEMAS E QUESTÕES PRESENTES

 

IDENTIFICAÇÃO DAS AUSÊNCIAS E DAS SOLUÇÕES EXISTENTES

 

CONCEPÇÃO DE RESPOSTAS VIÁVEIS PARA ESTE CONTEXTO / CENÁRIO
 

DEFINIÇÃO DE UM MODELO DE NEGÓCIO SUSTENTÁVEL

 

PROTOTIPAGEM




 

IMPLEMENTAÇÃO DA SOLUÇÃO



 

OPERAÇÃO




 

TESTES E VALIDAÇÕES O TEMPO TODO

"TUDO PARECE PREGO A QUEM SÓ TEM MARTELO"

MARK TWAIN

PARA INOVAR É REALMENTE NECESSÁRIO SAIR DE NOSSA ZONA DE CONFORTO, E OUVIR O QUE OS OUTROS PRECISAM QUE FAÇAMOS PARA ELES; É O QUE CHAMAMOS DE "ESCUTA ALTRUÍSTA"

LEAN

PENSAMENTO ENXUTO

RETIRAR DO PROJETO TUDO QUE NÃO SEJA ESSENCIAL E ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIO

SOLUÇÃO ALTAMENTE FOCADA

MAIS EFETIVIDADE COM MENOR CUSTO

VIABILIZA SOLUÇÕES INOVADORAS EM PEQUENAS EMPRESAS (STARTUP)

 

FICA SÓ O QUE REALMENTE IMPORTA

 ⤸

UMA COISA BEM FEITA É MELHOR QUE VÁRIAS FUNCIONANDO MAIS OU MENOS

 

MVP

!

 

DÁ PRA BRIGAR DE IGUAL PRA IGUAL COM GENTE GRANDE!

DESIGN THINKING

FUNDAMENTOS

DESIGN THINKING

EMPATIA

EXPERIMENTAÇÃO

COLABORAÇÃO

DESIRABILITY

FEASIBILITY

VIABILITY

Negócios

ESTRATÉGIA

MARKETING

LOGÍSTICA

OPERAÇÕES

FINANÇAS

Tecnologia

ENGENHARIA

EXECUÇÃO

PRODUÇÃO

TÉCNICA

INFRA-ESTRUTURA

Valores Humanos

PSICOLOGIA

ANTROPOLOGIA

SOCIOLOGIA

DESIGN

Manufatura

PROCESSO DE PRODUÇÃO

TECNOLOGIA PRODUTIVA

CADEIA DE SUPRIMENTOS

Interação

FORMA E FUNÇÃO

EXPERIÊNCIA E PRAZER DE USO

USABILIDADE

SUSTENTABILIDADE

Organização

EQUIPE

GESTÃO

LIDERANÇA

NEGOCIAÇÃO

Inovação

| é sustentável?

é possível |
 construir?|

é o que as pessoas querem?

PROCESSO ITERATIVO

IMERSÃO PRELIMINAR

IMERSÃO EM PROFUNDIDADE

ANÁLISE E SÍNTESE

IDEAÇÃO

PROTOTIPAÇÃO

SOLUÇÃO INOVADORA

1

2

3

4

5

6

REENQUADRAMENTO

PESQUISA EXPLORATÓRIA

ENTREVISTAS

FOCUS GROUPS

SONDAS CULTURAIS

UM DIA NA VIDA

SOMBRA

DIAGRAMA DE AFINIDADES

CARTÕES DE INSIGHT

MAPA CONCEITUAL

CRITÉRIOS NORTEADORES

PERSONAS

MAPA DE EMPATIA

JORNADA DO USUÁRIO

BLUEPRINTS

BRAINSTORMING

CO-CRIAÇÃO

CARDÁPIO DE IDEIAS

MATRIZ DE POSICIONAMENTO

PROTÓTIPOS DE PAPEL

PROTÓTIPOS DE VOLUME

ENCENAÇÃO

STORYBOARD

METODOLOGIA DOUBLE DIAMOND

CONVERGENCIAS

DIVERGENCIAS

DESCOBERTA

DEFINIÇÃO

DESENVOLVIMENTO

ENTREGA

PESQUISA

SÍNTESE

IDEAÇÃO

IMPLEMENTAÇÃO

PROJETAR CERTO A COISA

PROJETAR A COISA CERTA

PROJETAR A COISA CERTA

PROJETAR A COISA CERTA

PROJETAR A COISA CERTA

QUESTÕES

DESAFIOS

DESCOBERTAS DESESTRUTURADAS

QUESTÃO          NORTEADORA

DESCONHECEMOS O QUE FAZER

SABEMOS COMO RESOLVER

MUITAS IDEIAS

DESCOBERTAS DESESTRUTURADAS

DESCOBERTAS DESESTRUTURADAS

DESCOBERTAS DESESTRUTURADAS

QUESTÃO          NORTEADORA

QUESTÃO          NORTEADORA

QUESTÃO          NORTEADORA

COMO FAZER

O QUE FAZER

COMO FAZER

O QUE FAZER

CONVERGENCIAS

DIVERGENCIAS

COMO FAZER

O QUE FAZER

COMO FAZER

O QUE FAZER

PROJETAR CERTO A COISA

PROJETAR CERTO A COISA

PROJETAR CERTO A COISA

MUITAS IDEIAS

MUITAS IDEIAS

MUITAS IDEIAS

NÃO ENTENDEMOS DO ASSUNTO

CONHECEMOS BEM O ASSUNTO

DORES

NECESSIDADES

PONTOS DE VISTA

DESEJOS

 

ENTREVISTAS

LEVANTAMENTOS

QUESTIONAMENTOS

OBSERVAÇÕES

ANOTAÇÕES

 

CRITICAR

COMPARAR

CLASSIFICAR

ATRIBUIR VALORES

EXEMPLIFICAR

EXPLICAR

PAINEIS

APROXIMAÇÃO DE

IDEIAS

NATUREZA DAS

QUESTÕES

DIAGRAMAS

CRIAR

PROPOR

ELABORAR

REPRESENTAR

DESENHAR

INVENTAR

TENTAR

ESBOÇOS

WIREFRAMES

PROTÓTIPOS DE BAIXA FIDELIDADE

EXPERIMENTOS

PROVA DE
CONCEITO

TESTES DE USABILIDADE
ENCENAÇÃO

PROTÓTIPOS DE ALTA FIDELIDADE
PROTÓTIPOS DE VOLUME
STORYBOARD
SIMULAÇÃO

TESTAR

AVERIGUAR

REPENSAR

VERIFICAR

AVALIAR

 

ITERAÇÕES

IDEAÇÃO

FUNDAMENTOS

VALOR & CONCORRÊNCIA

FUNDAMENTOS

PHILIPPE STARCK
JUICY SALIF CITRUS SQUEEZER
GOLD LIMITED EDITION
US$1.700,00
ALESSI

ALESSI

ATENÇÃO:
PRODUTO BANHADO A OURO.
NÃO ESPREMER LIMÃO, OU LARANJA, PARA NÃO DANIFICAR O ACABAMENTO

ELE O DEIXA EM CIMA DE UMA MESINHA, AO LADO DA PORTA DE ENTRADA DA SUA CASA, PARA QUE TODOS OS VISITANTES O APRECIEM

DON NORMAN
PSICÓLOGO E ENGENHEIRO ELÉTRICO
"GURU" DA USABILIDADE E DA EXPERIÊNCIA DE USO

DON NORMAN TEM - E ADORA - SEU GOLD LIMITED EDITION JUICY SALIF CITRUS SQUEEZER
 

AO QUE NÓS DAMOS VALOR?

QUAL O VALOR QUE AS COISAS TEM PARA NÓS?

UM CARRO PODE TER MUITO VALOR POR NOS LEVAR, RÁPIDO E CONFORTAVELMENTE, DE UM LUGAR PARA OUTRO

A

B

MAS O VALOR DE UM CARRO PODE ESTAR NO QUE ELE "DIZ" SOBRE SEU PROPRIETÁRIO

QUAIS VALORES
BUSCAMOS EM UM CARRO?

QUE ELE SEJA ECONÔMICO NO CONSUMO
QUE ELE SEJA POTENTE E RESPONDA BEM AO COMANDO
QUE ELE SEJA CONFORTÁVEL E ESPAÇOSO
QUE ELE SEJA PRAZEIROSO DE DIRIGIR
QUE ELE SEJA CONFIÁVEL
QUE ELE SEJA ROBUSTO, BEM CONSTRUÍDO E SEGURO
QUE ELE SEJA BONITO E TENHA UM "JEITO" ARROJADO E MODERNO
(ETC.)

O QUE É "VALOR", ENTÃO?

VALOR SÃO OS ASPECTOS DE UM PRODUTO, SERVIÇO, OU MARCA (CONSTRUÇÃO SIMBÓLICA), QUE SÃO RELEVANTES E SIGNIFICATIVOS PARA QUEM OS USA, OU PARA QUEM OS CONSOME

QUEM BUSCA?

SEM DEFINIR PERSONAS, NÃO HÁ COMO DEFINIR VALORES

O QUE SÃO CONCORRENTES?

SÃO PRODUTOS, SERVIÇOS, MARCAS (CONSTRUÇÕES SIMBÓLICAS) QUE, PARA OS USUÁRIOS OU CONSUMIDORES,
PODEM SER EQUIVALENTES À SUA SOLUÇÃO EM RELEVÂNCIA E SIGNIFICAÇÃO, E PODEM - BEM OU MAL - SUBSTITUI-LA, POR ENTREGAR OS MESMOS VALORES QUE ELA, SEJA DA MESMA MANEIRA, OU DE OUTRA MANEIRA.

x

CONCORRENTES DIRETOS

SÃO AQUELES QUE POSSUEM ATRIBUTOS SIMILARES E CONCORREM EM UM MERCADO BEM DEMARCADO DE PRODUTOS QUE DESEMPENHAM FUNÇÕES MUITO PARECIDAS

CONCORRENTES INDIRETOS

SÃO AQUELES QUE POSSUEM ATRIBUTOS DIFERENTES E CONCORREM DIRETAMENTE COM OUTROS PRODUTOS/SERVIÇOS EM OUTRO MERCADO, MAS DE ALGUMA MANEIRA, SERVEM DE ALTERNATIVA A SUA SOLUÇÃO 

INOVAÇÃO

QUANDO DESENVOLVEMOS SOLUÇÕES INOVADORAS, CRIAMOS PRODUTOS OU SERVIÇOS QUE NÃO SE ENQUADRAM NOS MERCADOS BEM ESTABELECIDOS, E CONSEQUENTEMENTE, TERÃO MAIS CONCORRENTES INDIRETOS DO QUE CONCORRENTES DIRETOS 

DAS DIVERSAS FORÇAS QUE PODEM PROVOCAR A DIMINUIÇÃO DE VENDAS E DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS, A ATUAÇÃO DOS CONCORRENTES É GERALMENTE A MAIS FORTE

HÁ 3 FORMAS COMO ESCOLHEMOS UMA SOLUÇÃO DENTRE AS DIVERSAS ALTERNATIVAS DISPONÍVEIS

EFEITOS DA CONCORRÊNCIA

EFEITOS DA CONCORRÊNCIA

É QUANDO COMPARAMOS CARACTERÍSTICAS E ATRIBUTOS ENTRE OS CONCORRENTES, ANTES DE COMPRAR

COMPRA COMPARADA

É QUANDO COMPRAMOS PORQUE A SOLUÇÃO ESTÁ FÁCIL DE SER ADQUIRIDA, E ISTO É CONVENIENTE (NÃO CONSIDERAMOS OS CONCORRENTES) 

COMPRA DE CONVENIÊNCIA

É QUANDO SE TRATA DE UMA SOLUÇÃO CUSTOMIZADA, FEITA SOB MEDIDA, OU PARA QUAL NÃO HÁ NENHUMA ALTERNATIVA PLAUSÍVEL

PRODUTO ESPECIAL

SE OS INGRESSOS PARA O SHOW DO U2 ESGOTAREM, OS DA MADONNA SERVEM NO LUGAR?

PORQUÊ VOCÊ USA O GOOGLE PARA PESQUISAR NA INTERNET?

COMO VOCÊ COMPROU SEU CELULAR?

CURVA DE VALOR

FUNDAMENTOS

ESTRATÉGIAS DE ARM

FUNDAMENTOS

PUSH + PULL

VENDE SEU PRODUTO PARA (OU PELO) DISTRIBUIDOR

VENDE O PRODUTO PARA O CONSUMIDOR

$

$$$

MONTADORA DE VEÍCULOS

CONCESSIONÁRIA

CONSUMIDOR

PROGRAMA DE DESCONTO PROGRESSIVO (DIMINUI O VALOR DO PRODUTO EM FUNÇÃO DA QUANTIDADE)

FAZ PUBLICIDADE MASSIVA PARA ESTIMULAR PESSOAS A TROCAREM DE CARRO

PUSH

PULL

DESENVOLVEDOR

APP STORE

USUÁRIO

COMO SE DESTACAR EM DENTRE MILHÕES DE APPS E CRIAR INTERESSE PELA SUA SOLUÇÃO?

COMO CONSTRUIR UMA COMUNIDADE DE USUÁRIOS?
COMO FAZER PARA QUE SAIBAM QUE SUA SOLUÇÃO EXISTE?

FAZER UM SITE DO PRODUTO, OU CRIAR UMA PÁGINA NO FACEBOOK PARA ELE, IRÁ, POR SI SÓ, RESOLVER ESTAS QUESTÕES?

A INOVAÇÃO MAIS REVOLUCIONÁRIA NÃO INOVA NADA, SE NINGUÉM SOUBER QUE ELA EXISTE...

AQUISIÇÃO

INSTALAÇÃO

RETENÇÃO

MONETIZAÇÃO

AS PESSOAS PROCURAM PELO SEU PRODUTO / SERVIÇO

AS PESSOAS COMPRAM SEU PRODUTO / SERVIÇO

AS PESSOAS PERMANECEM USANDO SEU PRODUTO / SERVIÇO

VOCÊ É REMUNERADO PELO USO DO SEU PRODUTO / SERVIÇO

COMPRA INTEGRAL

ASSINATURA OU
IN-APP PURCHASE

CONVERSÃO

AQUISIÇÃO, RETENÇÃO, MONETIZAÇÃO

ESPERAR QUE AS PESSOAS, ESPONTANEAMENTE, DESCUBRAM O SEU PRODUTO, E O ADOTEM, PODE NÃO SER UM BOM CAMINHO...

"MEU PRODUTO ESTÁ NO AR... AGORA É SÓ ESPERAR OS USUÁRIOS COMEÇAREM A USAR E O DINHEIRO ENTRAR"

TODO NEGÓCIO PRECISA DE PUBLICIDADE, ISTO É, PRECISA SER CONHECIDO PELO PÚBLICO AO QUAL ELE É DESTINADO

QUANDO FALAMOS EM PUBLICIDADE AS PESSOAS LOGO IMAGINAM UM COMERCIAL DE 30 SEGUNDOS NO INTERVALO DA NOVELA DA REDE GLOBO, E UM ORÇAMENTO DE 9 CASAS DECIMAIS.

MAS UM ANÚNCIO DE R$100,00 NO GOOGLE ADWORDS JÁ É UMA FORMA DE PUBLICIDADE, E MUITAS VEZES ELA PODE SER MAIS EFICIENTE DO QUE UM FILME COMERCIAL NA TV ABERTA

BOA PUBLICIDADE É AQUELA QUE FALA COM A PESSOA CERTA, ONDE ELA ESTÁ, E NÃO COM UMA MULTIDÃO DE GENTE PARA QUEM O PRODUTO ANUNCIADO NÃO TEM QUALQUER SIGNIFICAÇÃO

PÚBLICO QUALIFICADO É SEMPRE MELHOR QUE QUANTIDADE

SE SEU PÚBLICO SÃO JOVENS PROFISSIONAIS EM COMEÇO DE CARREIRA, NÃO ADIANTA ANUNCIAR NO INTERVALO DO "BEM ESTAR" DA REDE GLOBO, QUE COMEÇA AS 10H DA MANHÃ...

SEU PÚBLICO NÃO ESTARÁ
ASSISTINDO TELEVISÃO NESSE MOMENTO

ANUNCIE NA RÁDIO
QUE ELE OUVE ENQUANTO VAI PARA O TRABALHO, NO HORÁRIO DAS 7:30H DA MANHÃ

ESTRATÉGIA DE
AQUISIÇÃO

MONETIZAÇÃO

, RETENÇÃO,

ESTRATÉGIA DE

AQUISIÇÃO,

RETENÇÃO

,

MONETIZAÇÃO

MONETIZAÇÃO

AQUISIÇÃO, RETENÇÃO,

CRIE UMA VERSÃO DO PRODUTO QUE O USUÁRIO POSSA USAR GRATUITAMENTE, DE FORMA QUE SE TORNE PARTE DE SUA ROTINA DE TRABALHO

CRIE UMA VERSÃO PREMIUM PAGA, COM RECURSOS ÚTEIS PARA QUEM A USA COM GRANDE FREQUÊNCIA

ANUNCIE NA RÁDIO
QUE ELE OUVE ENQUANTO VAI PARA O TRABALHO, NO HORÁRIO DAS 7:30H DA MANHÃ

CRIE UMA VERSÃO DO PRODUTO QUE O USUÁRIO POSSA USAR GRATUITAMENTE, DE FORMA QUE SE TORNE PARTE DE SUA ROTINA DE TRABALHO

MAS CALMA...
NEM SEMPRE O CENÁRIO IDEAL DÁ CERTO

É NECESSÁRIO TER UM PLANO B, UM PLANO C, E ATÉ UM PLANO D SE FOR PRECISO...

AQUISIÇÃO

RETENÇÃO

MONETIZAÇÃO

MECANISMOS MAIS SIMPLES / ACESSÍVEIS

MECANISMOS MAIS ROBUSTOS / ONEROSOS

A

A

A

B

B

B

PROTOTIPAÇÃO

FUNDAMENTOS

SCRUM

FUNDAMENTOS

QUESTS

Copyright © 2019
Universidade Federal
de Pernambuco

AVALIAÇÃO

DIMENSÕES

ESCUTA

QUALIDADE

COMUNICAÇÃO

APRENDIZADO

SINERGIA

INOVAÇÃO

AVALIAÇÃO DA QUEST NESTE CRITÉRIO

MEDIA DE TODAS AS QUESTS NESTE CRITÉRIO

B

MEDIA GERAL CONSIDERANDO TODOS OS CRITÉRIOS

O ALUNO OUVE E CONSIDERA O QUE O USUÁRIO OU A COMUNIDADE ESTÃO LHE DIZENDO SOBRE O PROJETO?

O TRABALHO É REALMENTE INOVADOR, OU É MAIS DO MESMO?

QUAL A QUALIDADE TÉCNICA DO QUE TEM SIDO PRODUZIDO?

OS ALUNOS TEM TRABALHADO REALMENTE EM CONJUNTO?

OS ALUNOS ESTÃO SABENDO EXPLICAR COM SIMPLICIDADE E CLAREZA SEU PROJETO?

OS ALUNOS ESTÃO APRENDENDO ALGO AO LONGO DO PROCESSO?

ESFORÇO

DEDICAÇÃO DO ALUNO AO TRABALHO

ESFORÇO

DEDICAÇÃO DO ALUNO AO TRABALHO

FOCO

CONSCIÊNCIA DO PROJETO NA SUA INTEGRALIDADE

FOCO

CONSCIÊNCIA DO PROJETO NA SUA INTEGRALIDADE

TRANSFORMAÇÃO

MUDANÇAS NO ALUNO E SOBRE ONDE ELE ATUA

TRANSFORMAÇÃO

MUDANÇAS NO ALUNO E SOBRE ONDE ELE ATUA

Projetão

By Guilherme Ranoya

Projetão

Slides da disciplina de Projetão / CIn

  • 1,399
Loading comments...

More from Guilherme Ranoya